quarta-feira, 8 de abril de 2015

A Preparação para o Parto

Por que se preparar para um parto

O parto é uma das experiências físicas e emocionais mais importantes e transformadoras na vida de uma mulher. Mesmo assim, para muitas a espera por esse momento é vivenciado com sentimentos de ansiedade, insegurança e medo.
Buscar meios de preparo fortalece a mulher e a família para as escolhas. Permite que a parturiente fique mais confiante, otimista, relaxada e ativa para o momento que é dela!


O corpo da mulher na gestação e parto

Dentre os aspectos mais importantes da gestação, encontra-se as mudanças ocorridas no corpo da mulher. A natureza feminina aflora, toma forma, e o bebê faz do corpo de sua mãe uma morada segura. Após nove meses esse corpo é capaz de se transformar para acomodar a saída de uma criança. O nascimento segue o tempo da criança, é intenso, prazeroso e renovador!

Preparação mental e emocional:

Buscar informações seguras através da leitura de textos em livros e sites de referência (segue abaixo uma lista de livros indicados).

Encontrar um obstetra que respeite as suas escolhas e que te transmita segurança.

Participar de grupos de apoio ao parto ou Cursos de Preparação oferecidos por doulas, para obter informação aliada à troca de experiência com outras mulheres – os relatos fortalecem as escolhas!

Buscar ajuda profissional de um psicólogo especializado

Explorar os medos e enfrentá-los.

Cuidar da relação do casal. A aproximação e a amorosidade é importante para o processo de nascimento.

Praticar meditação e relaxamento.


Preparação física:

Atividades com o corpo,  como o Yoga, diminuem os níveis de estresse, as dores no parto e ajudam a mulher a confiar e a cuidar do seu corpo.

Cuidar da alimentação e do sono é vital para manter o corpo ativo e descansado.

Receber massagens de um profissional ou do companheiro traz consciência para o corpo, relaxamento e diminuição de dores.

Buscar o auxilio do trabalho de uma doula para o parto.


Hormônios do Bem:

Passar por um evento fisiológico de parto ajuda a mulher a secretar uma série de hormônios e a diminuir outros relacionados com o medo, insegurança e estresse:

- Ocitocina:  hormônio do amor. Além de reger as contrações do útero, facilita  a vinculação amorosa entre a mãe o bebê.
- Endorfinas: hormônios do  prazer. Trazem relaxamento e diminuição das dores.
- Prolactina: hormônio da ternura e gratidão pelo bebê. É responsável pela produção de leite.

Algumas Recomendações da Organização Mundial da Saúde para o parto

- A mulher deve ter privacidade no local do seu parto e monitoramento do bem estar físico e emocional.
- A mulher deve ser respeitada quanto a escolha do acompanhante e receber todas as informações necessárias
- A mulher deve ser encorajada e receber alívio da dor por métodos não invasivos (massagens, relaxamentos, banhos..)
- Liberdade de posição e movimento facilitam o parto e diminuem as dores.
- Contato pele a pele logo após o nascimento com o bebê e amamentação na primeira hora protegem a saúde materno infantil.



Leituras Recomendadas:

·        Parto Ativo: Janet Balaskas
·        Lobas e Grávidas: Lívia Penna
·        Parto com Amor:Luciana Benatti e Marcelo Min
·        Se me contasse o parto: Frederick Leboyer
·        Parto Normal ou Cesárea: Ana Cristina Duarte e Simone Diniz



0 comentários:

Postar um comentário